Publicado em

UE promove investimentos de 200 mil milhões em energia

 

Com a construção de redes transeuropeias de energia, a eletricidade pode ficar menos dispendiosa para os consumidores e gerar investimentos na ordem dos 200 mil milhões de euros.

O Parlamento Europeu aprova, esta terça-feira, o novo regulamento de infraestruturas energéticas europeias, elaborado pelo eurodeputado português António Correia de Campos, segundo uma notícia do Expresso (ver artigo original).

O documento é essencial para a construção de um mercado europeu de energia, permitindo também o derrubar de várias barreiras e promovendo a construção de infraestruturas necessárias à interligação entre Estados membros.

Esta livre circulação, antes dificultada entre Espanha e França, pode significar um investimento de 200 mil milhões de euros, escreve o jornal, acrescentando que se trata de um impulso ao investimento privado, à criação de emprego e ao crescimento económico europeu.